ecografia natural


O fim-de-semana foi, como seria de esperar, uma experiência única.
Passar 3 dias inteiros a aprender intensivamente com uma mulher tão extraordinária, foi uma coisa que nos deixou a todas cada vez mais seguras do caminho que percorremos pela humanização do nascimento, e devolução do protagonismo desde momento às mulheres.
Uma das surpresas, foi a vinda da dõna rocio, mãe da Naoli, também ela parteira. Uma mulher de sabedoria milenar – uma verdadeira xamã do nascimento.
O espaço também não podia ter sido melhor – os 4Ventos são uma casa maravilhosa que tive também o orgulho de ver nascer pelas mãos de um grande amigo.
Na foto está um dos exercícios que fizémos: uma “ecografia natural”. Depois de perceber, através da apalpação da barriga, a posição de um bebé, desenhamos a barriga da mãe com tintas laváveis e próprias para a pele. É incrível como elas materializam muito melhor a presença física do bebé do que numa ecografia!
(já para não falar que esta não tem qualquer tipo de inconvenientes ou riscos que as ecografias têm…)
A barriga é de uma grande amiga que espera o seu bebé para setembro, e a quem fiz uma maravilhosa sessão fotográfica!
(se me estás a ler, recebe um grande abraço meu, amiga!)   ; )

11 Comments

  1. Para além de interesses crafties, estou a fazer um mestrado em História Moderna e a minha tese vai ser precisamente sobre dar à luz em Portugal nos sécs. XVI e XVII. Como (ainda?) não sou mãe, queria saber o máximo possível sobre parto natural. Podem recomendar-me leituras interessantes? Obrigada!

    Gostar

  2. Olá!!!
    Estou a ler-te!!! ;) Obrigada por teres colocado a minha barriguinha a ilustrar o maravilhoso fim-de-semana, que tivemos a oportunidade de partilhar! Foi uma experiencia intensa e sentir a bebé daquela forma…UAU
    E obrigada pelas fotografias!!!!
    Abracinho apertado!

    Gostar

  3. dois naturais e sem epidural! aqui neste pais cesariana so em casos muito extremos e partos induzidos so as 42 semanas. a gravidez e acompanhada por parteiras e o parto tambem, o ginecologista so chamado para sutorar pontos ou quando ha complicacoes. muitas criancas ainda nascem em casa! nao ha raspagens, nem clisteres, nem soros, nem…

    e nao… nao moro em africa, mas num dos pises mais ricos e desenvolvidos da europa, onde a maternidade nao e encarada como doenca nem caso clinico.

    bonito o teu trabalo rita!

    jinhos

    ps. estou em lisboa, qdo e que tens feirinha?

    Gostar

  4. Parabéns Rita, pelo teu maravilhoso trabalho…e simpático e actualíssimo Blog…quanto aos vestidinhos vou passar a palavra…tudo de bom! Rute (amiga da Migó que apareceu sábado ao serão para beber alguma da sabedoria milenar de que falavas…)

    Gostar

  5. Impressionate, de facto!!!!! Que maravilha… a pena que eu tive de não ter tido o meu bebé de parto natural…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s