no parque

Hoje dei-me ao luxo de tirar duas horas do trabalho para levar as crianças ao parque infantil depois de almoço. A visita do primo, que veio passar uma semana cá a casa, e a excitação de estarem todos juntos, impunha um qualquer escape a bem da sanidade mental das mães…
Soube-me bem, a eles também, e sinto que a tarde foi muito mais produtiva em termos de trabalho.
Para culminar a perfeição do dia, que esteve com um sol radioso, cheguei a casa do trabalho e os pequenos estavam de banho tomado e pijama vestido. Obra das tias, que são um grande apoio que tenho o privilégio de ter de vez em quando.

Esta facilidade/capacidade que as mulheres têm de se organizar em conjunto, já me deixou a questionar muitas vezes se é mesmo uma questão de género ou de predisposição biológica…
E chego muitas vezes à conclusão que partilhar as tarefas diárias com outras mulheres é muito mais fácil do que fazê-las com os homens. Há um tipo de linguagem quase ininteligível muito característica entre mulheres e uma grande capacidade de organização prática no dia-a-dia familiar, que não consigo encontrar nos homens…
Divagações à parte, se a casa tivesse mais duas ou três divisões, convidava as primas para virem viver para cá ;)

Anúncios

9 thoughts on “no parque

  1. Da parte que me toca… Eu aceitava!!!

    Divirto-me muito, que pena q o q é bom acaba depressa…

    Vou voltar à rotina, acaba-se a “boa vida”.

    Adorei estes 3 meses em q fiz parte das vossas vidas, obrigada por tudo, sinto o meu instinto maternal um pouco mais saciado ;)

    Beijos

    Gostar

  2. É isso tudo! E eu acho que é mesmo uma predisposição biológica, dizem até que está cientificamente provado. Confesso que me organizo melhor com a minha mãe do que com o meu marido. Fica tudo mais simples, mais eficaz!
    À falta de mães como a minhã ou tias como as tuas, vamos criar uma organização(eh pá tinha que ser nacional) de “piquete” infantil?!
    ;D

    Gostar

  3. a minha única ajuda é masculina e, devo dizer, preciosa.
    (mas entendo muito bem o que queres dizer)
    sem mais ninguém por perto (ou com vontade de ajudar) sinto assim, digamos, erh… uma ligeira inveja a invadir-me o espírito!
    :-)
    tens muita sorte!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s