de volta ao trabalho

Uma das minhas árduas tarefas de férias era organizar os meus tecidos.
Porquê árdua? Bem, organizar peças de tecido inteiras dá o seu trabalho: dobrar como deve ser para não deixar vincos indesejados, ordenar por cores, temas, padrões ou designers leva o seu tempo, principalmente quando a matéria prima principal do meu trabalho são tecidos, que se multiplicam como cogumelos pelo eu atelier de trabalho.
Mas não foi essa a tarefa mais árdua… o pior é que eu não deito nenhum pedaço de tecido fora, e por isso tenho (tinha) vários sacos cheios de bocados e bocadinhos demasiado pequenos para valerem por si só, mas cheios de potencial.
Assim, comecei por separá-los por cores. Multiplicaram-se os sacos à minha volta, mas já dava para perceber melhor o que tinha em mãos. Descobri preciosidades e voltei a enamorar-me de tecidos esquecidos.
Depois deitei mãos à obra: de cada saco de determinada cor fiz um bloco de patchwork de forma livre, intuitiva e despreocupada. Gostei do primeiro, adorei fazer o segundo e ao terceiro já estava viciada…
Perdi-lhes a conta, mas são cerca do triplo dos que estão na fotografia.
Reparei como ficavam bem todos juntos, apesar de serem tão diferentes entre si. Fiquei com vontade de os juntar todos num Quilt, mas já tinham destino marcado: foram transformados em malas e sacos, que em breve vão ver a luz do dia ;)
Ficou a vontade de fazer o tal Quilt, grande, com várias cores e blocos diferentes, assim como vários sacos restos de tecido coloridos a pedirem para ser usados.
Já com mais espaço livre no atelier, nada melhor do que abrir os pacotes de encomendas que chegaram durante as férias!
Uma amostra do belíssimo “cheater-print patchwork promenade” da última colecção da Denise Schmidt fez as minhas delícias.

Pena o tecido ser tão caro, senão forrava todos os sofás e cadeiras cá de casa! (para quem não sabe, é um tecido de decoração, mais pesado e resistente do que o tecido de algodão para quilting).
A Kathy do “Pink Chalk Studio” já o usou com distinção.
Outras das surpresas é a nova colecção Garden Party da Anna Maria Horner: é tão apelativa ao vivo quanto no ecrã.
Não ficam tão bem todos juntos?


Fiquei com vontade de fazer um vestido para mim com vários tecidos da colecção…
Mais dicas muito úteis e interessantes para organizar tecidos no melhor “fabric-blog” do momento, aqui.

Ainda em relação ao trabalho, a Dressing Fairytales está já a preparar as primeiras peças de Outono, depois de várias semanas a fermentar ideias. Todas as peças Primavera/Verão estão agora com 50% de desconto! Aproveitem!
Entretanto, criei um questionário para me ajudar a clarificar algumas ideias para esta próxima colecção. Basta carregar aqui e responder às perguntas, não demora mais de 1 minuto e ser-me-á muito útil!
(todas as respostas são confidenciais e anónimas)

Não podia terminar este post sem agradecer a tod@s os simpáticos comentários ao post de aniversário!
Muito obrigada :)

Anúncios

6 thoughts on “de volta ao trabalho

  1. Estão lindos!
    Também nunca deito tecidos fora, mas como o espaço é muito limitado, aproveito-os o mais depressa possível. O que por vezes me faz pensar que se tivesse mais liberdade, as criações fossem melhores… E este teu post mostra isso mesmo. As combinações estão deslumbrantes!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s