breves da semana

Estas semanas de entrada na rotina diária têm um sabor amargo de frustração por haver tanto para fazer e tão pouco espaço para.
É nestas alturas que percebo que realmente manter um espaço como estes requer, entre outras coisas, disciplina suficiente para conseguir espaço e tempo para arrumar ideias.
Por outro lado, quando disponho de algum tempo para poder aqui vir, sentar-me um pouco e divagar sobre o que quer que seja, aparece uma avalanche de assuntos sem nexo…

Podia falar da preparação para o ano lectivo aqui por casa, e de explicar como faz uma família com 4 filhos para não decretar falência nesta altura do ano – é simples, os livros são em segunda mão (sem qualquer vergonha nem pudor), o material comprado é o estritamente necessário (nada daquelas febres consumistas de comprar coisas desnecessárias só porque aparecem no supermercado a um preço tentador), e os cadernos são os clássicos “capa preta” personalizados com recortes vários. E toda a gente fica feliz.

Podia falar da histeria colectiva que assola o país em volta do MaddieGate, e divagar do porquê de tais comportamentos e da forma como estes afastam a atenção do público dos típicos problemas da reabertura do ano lectivo, mas não tenho paciência.

Podia falar sobre a minha incapacidade em perceber porque é que o primeiro ministro recebeu o Bob Geldof e não recebeu o Dalai Lama, mas estou demasiado envergonhada com essa atitude…

Anúncios

8 thoughts on “breves da semana

  1. Estive em Portugal,em meados de setembro, e adoraria ter visto Dalai Lama.Entrei sem querer no seu saite, e adorei.
    Estou procurando motivos para aplicar em panos de prato,toalhinhas de mão, etc.Adoro o acabamento que voce usa.Aqui chamamos de sianinha.Amei, também o modo como voce veste as suas crianças(como crianças).
    Um grande abraço
    Marisa de São Paulo, Brasil

    Gostar

  2. O mugabe também vem cá, não? Para ele, tapete vermelho e recepção oficial. :))

    ok, eu sou completamente apolítica, mas além do próprio governo, chocou-me ainda mais a posição que o partido comunista tomou de ignorar a presença do Dalai Lama.

    Gostar

  3. eu também estou aqui com a cabecinha escondida entre os joelhos e quando a ergo a minha mão bate descontroladamente na testa! Ás vezes custa um bocadinho ser Português… Isto do Dalai Lama incomodou-me. MAs muito…

    Gostar

  4. concordo completamente contigo (acrescentando a novela futebol, que já está a girar na “agenda noticiosa” – bem, sem a parte da experiência da família de quatro filhos! :) (O que me deixa sempre cheia de admiração…) De qualquer forma, identifico-me com a forma como organizas o início do ano…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s